Sucker Punch- Mundo Surreal: Um Filme repleto de Mensagens

Por Bruno Peralva

 

Oi pessoal me chamo Bruno Peralva e essa é a minha 1º contribuição para o site e a minha primeira critica será do filme Sucker Punch- Mundo Surreal.

Dirigido por Zack Snyder, diretor de Watchmen e 300, Sucker Punch-Mundo Surreal reuni diversos elementos de clipes musicais e de vídeo games. Com um visual estupendo e trilhas sonoras de arrepiar o filme vai muito além disso. Conta com uma história profunda com várias mensagens para o telespectador.
As cenas iniciais conta, como se fosse um vídeo clipe, o porque de Babydoll(Emily Browning) parar num sanatório. Em uma sequencia de eventos ela acidentalmente mata a própria irmã e o seu padrasto a leva para a clínica. E faz um acordo com um dos enfermeiros, o Blue(Oscar Isaac), para lobotomizar a garota e assim ganhar a herança da mãe dela.

11_film_sucker_punch_browning_dance_studio_600

E então nesse momento começa a luta de Babydoll por liberdade e sobrevivência.
Nessa saga ela conta com a ajuda de quatro garotas que lá estão, Blondie(Vanessa Hudgens), Rocket(Jena Malone), Amber(Jamie Chung) e Sweet Pea,(Abbie Cornish), a real protagonista do filme. Elas têm que conseguir fugir do sanatório antes que o High Holler chegue. A partir daí, como se fosse parte da imaginação de Babydoll surgem duas novas dimensões no filme e assim formando três “realidades”. Uma delas é a que elas estão no sanatório, a outra elas estão numa espécie de cabaré e são prisioneiras do Blue e a terceira muda a cada vez que a Babydoll faz uma dança hipnótica para chamar a atenção de todos enquanto as outras furtam pertences para realizar a fuga.
(L-r) JENA MALONE as Rocket, ABBIE CORNISH as Sweet Pea and VANESSA HUDGENS as Blondie in Warner Bros. Pictures’ and Legendary Pictures’ epic action fantasy “SUCKER PUNCH,” a Warner Bros. Pictures release.

Sucker Punch é um filme completo, e as coisas que ele quer passar para quem assiste são inspiradoras. Traz mensagens de força, liberdade e por aí vai. Conta com frases ditas pelos personagens que mexem com o telespectador, frases como: “Quem não luta por alguma coisa, cai por qualquer coisa.”,”As palavras pouco valem se não são acompanhadas de ações.”,”Para aqueles que vão à luta, a vida tem um sabor que os abrigados jamais conhecerão.” Sucker Punch é mais que apenas um filme, é algo para quem busca inspiração na vida, que busca vencer o medo de fazer algo, é um filme que sempre que quiser buscar essas coisas vai encontrar. E com certeza é um filme para ser assistido mais de uma vez para absorver todas as nuances e significados que são apresentados.
Algumas características são únicas no filme, como as cenas em que a Babydoll faz a dança perfeita, distraindo seus algozes. A cena da dança não é mostrada, no lugar Babydoll e suas companheiras são transferidas para outra dimensão, pois a dança é tão perfeita que não seria possível a atriz fazer. E isso dá uma curiosidade enorme.

sucker-punch01
Na terceira dimensão elas cometem erros que resultam nas outras dimensões, ou seja, tudo está perfeitamente interligado.
Inicialmente quatro objetos e uma quinta coisa irão dar a elas a liberdade daquele lugar e numa boa reviravolta a Babydoll descobre que a quinta coisa é ela mesmo, “um grande sacrifício” e a partir daí ela dá o protagonismo a Sweet Pea, fazendo todo sentido no que é dito no começo: “Podemos negar que nossos anjos existem, dizer a nós mesmos que eles não podem ser reais. Mas eles aparecem de qualquer maneira. Em lugares estranhos, em tempos estranhos, eles podem ser qualquer personagem que possamos imaginar. Serão verdadeiros demônios se precisarem, nos chamando, nos desafiando a lutar.” A Sweet Pea que protagoniza a história e a Babydoll é como se fosse o “anjo” para ajuda-la na batalha.

15414_sucker_punch

E no final, antes de subirem os créditos o filme realmente mostra como o propósito era inspirar o telespectador, com uma mensagem diretamente para ele: “Quem honra aqueles que amamos com a vida que levamos? Quem manda monstros para nos matar, e, ao mesmo tempo, diz que nunca vamos morrer? Quem nos ensina o que é autêntico e a rir das mentiras? Quem decide por que vivemos e o que morreremos defendendo? Quem nos acorrenta? E quem guarda a chave que pode nos libertar? É você. Tem todas as armas de que precisa. Agora lute.”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: