MARATONA: FILMES QUE O VILÃO/MAL VENCE.

POR: RAFAEL MAYRINK

Algumas vezes assistimos um filme que torcemos para o vilão. Outras mesmo sem escolher o lado sombrio, o mal vence. Nesta maratona vou selecionar estas histórias que o bem não sai vitorioso.

Alerta de Spoiler. Não vou contar o que acontece no final de cada filme, mas acho que vai ficar meio obvio quem vence, então por isso, fica o alerta de Spoiler.

Onde Os fracos não tem vez (2007)

Irmãos Coen na direção é sinônimo de violência, humor ácido e um jeito único de contar histórias. Aqui acompanhamos Llewelyn Moss (Josh Brolin), que pega uma valise cheia de dinheiro de um traficante morto no deserto, mesmo sabendo que em breve alguém irá procurá-lo devido a isso. Para quem é fã dos diretores este é um dos melhores filmes de sua carreira. Principalmente por ter Javier Bardem interpretando o vilão Anton Chigurh, que rouba a cada segundo que aparece, além de não precisa dizer uma única palavra para você saber do que é capaz. Mas se prepare para ficar com várias perguntas após o termino, pois aqui nada é tão fácil quanto parece.

Jogos Mortais (2004)

Este filme entra fácil em duas outras maratonas, primeiro de melhores plot twister, por causa de seu final que me fez deixar de boca aberta. Mas também filmes que não deveria ter uma sequencia, na verdade, que não deveria ter tantas sequencias, pois por mais que este seja bom, não se pode dizer o mesmo de sua franquia. Mas aqui é mostrado como um filme barato, pode melhor que muitos Blockbusters. Nesta história acompanhamos dois homens que acordam acorrentados em um banheiro Para sobreviver, eles terão de desvendar juntos as peças desse quebra-cabeças de doentio serial killer. Filme simples mas com uma história bem contada e de forma bastante eficiente. Principalmente por ser o longa de estreia do diretor James Wan. Já o vilão, consegue se tudo que espera para o gênero.

Garota Exemplar (2014)

Justiça seja feita Rosamund Pike é uma das melhor vilãs. Mas será que ela está sozinha nesta história? Difícil saber, pois temos que questionar o papel do Ben Affleck. Porém algo é certo. Este é um dos melhores filmes de 2014 e por isso não poderia deixar de estar aqui na maratona. Neste longa acompanhamos o desaparecimento de Amy Dunne (Pike) no dia do seu aniversário de casamento, deixando o marido Nick (Affleck) em apuros por se tornar o principal suspeito do acontecimento e parece que está tudo planejado para ele não conseguir sair desta. David Fincher dirige um filme de 149 min., mas que Consegue prender do início ao fim. Mostrando o lado perverso de um psicopata, e ainda conta com um dos finais que mais vai dividir opiniões, a quem ame e quem odeia, contudo uma coisa é certa, este casal se merece.

Identidade (2003)

Quando assistir a este filme me peguei pensando no livro O caso dos dez negrinhos/E não sobrou nenhum, de umas das minhas escritoras favoritas, Agatha Christie. Mas por mais que pareça, este longa funciona de uma forma diferente, pois aqui, a história é muito mais complexa do que aparenta. Um grupo de pessoas fica ilhada em motel, por conta de uma tempestade, o que deveria ser um momento de alívio se torna um pesadelo quando um deles é um assassino violento. O elenco com grandes nomes consegue criar tensão e faz com que não exista somente um suspeito. Pode decepcionar com a revelação final, mas isto não tira o mérito dele ter vencido no final.

Silêncio dos inocentes (1991)

Se você gosta de suspense/Thriller este é um filme obrigatório. Além de apresentar um dos personagem mais icônico do cinema, que conseguiu ser tão temido e ameaçador, mesmo não sendo o principal vilão. A história acompanhamos a policial Clarisse (Jodie Foster) que esta encarregada de encontrar um serial killer, e para isso ela precisa de ajuda do Canibal e psiquiatra o dr. Hannibal Lecter (Anthony Hopkins).  Parte da história funciona por causa de um roteiro inteligente e uma boa direção, porém, Hopkins  consegue elevar o personagem com uma atuação que ficará na memória de qualquer pessoa o assista. Aqui é impossível você não torce para o vilão (anti-herói?) e quando ele consegue o que quer, é fácil perceber quem  está no poder.

O homem nas trevas (2016)

Este é aquele tipo de filme que não tem vilão ou mocinho, ambos estão errados e impossível dizer para quem estamos torcendo, os dois lados possui sua motivação para agir de tal forma, e este é o principal motivo para estar nesta maratona. Na história acompanhamos três adolescentes decidem assaltar a casa de um senhor cego, o jogo muda. Os jovens estão encarcerados e precisam lutar por suas vidas contra um psicopata cheio de segredos. Com uma tensão do início ao fim, e ainda conta com um bom elenco, principalmente por parte do Stephen Lang, que consegue ser um personagem ameaçador. É impossível não perder o folêgo em vários momentos, por isso o título original faz muito sentido, Don’t Breath.

Menção Honrosa.

Seven – Os sete crimes capitais (1995) Falei sobre este filme na maratona de melhores Plot Twister, caso queira ler, é só clicar aqui. Ex Maquina (2015) também já foi citado na maratona de filmes lançados direto em dvd. Culto de Chuck (2017) este é aquele tipo de filme ruim, mas que é bom, para quem conhece a franquia do Brinquedo Assassino sabe que fica bem a baixo dos originais, mas que é superior as algumas continuações.

Existe algum outro filme que merecia esta nesta maratona? Não concorda com opinião? Deixe nos comentários qual filme você tiraria ou deveria ter aparecido.


Rafael Mayrink

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: