ESTREIAS DA SEMANA: 1 DE OUTUBRO

 

Por Tom C.P.

A aguardada ficção Perdido em Marte e a comédia nacional Vai que Cola – O Filme, sucesso nas telinhas, são as principais estreias da semana. Finalmente entram em cartaz dois longas de terror que têm sido adiados há algumas semanas. Confira a lista e divirta-se!

———————————————————————————————————————–

 

Perdido em Marte

Baseado em um bestseller, Perdido em Marte chega às telonas em um momento oportuno, justo quando a NASA faz o anúncio da descoberta de evidência de água em Marte. Essa coincidência ficou mais clara quando o diretor do longa, Ridley Scott, revelou que já possuía essa informação há meses. Enfim, o fato é que Scott é experiente em filmes no espaço. Está familiarizado com o exterior do planeta desde seu assustador Alien, o que torna a excitação para conferir seu mais novo longa ainda maior. Na trama, o astronauta Mark Watney (Matt Damon) é enviado a uma missão em Marte. Após uma severa tempestade ele é dado como morto e é abandonado pelos colegas. Watney acorda sozinho no misterioso planeta com escassos suprimentos, sem saber como reencontrar os companheiros ou retornar à Terra.

 

 

 


 

 

 

Vai Que Cola – O Filme

A divertida série de um canal fechado ganhou sua versão para as telonas e entra em circuito nacional essa semana. A história acompanha Valdomiro (Paulo Gustavo) que, após ser vítima de um golpe que roubou todo seu dinheiro, se muda para a pensão da Dona Jô (Catarina Abdalla) no Méier, bairro localizado no subúrbio do Rio de Janeiro, onde pretende escapar da polícia. Para sobreviver, ele passa a vender quentinhas pelas redondezas. A situação muda mais uma vez quando Andrade (Márcio Kieling), seu ex-sócio, consegue fazer com que Valdomiro recupere sua cobertura no Leblon. Mas há um problema: como a pensão foi interditada pela Defesa Civil, Dona Jô e os demais moradores se mudam para a casa de Valdomiro.

 

 

 


 

 

 

 

 

A Possessão do Mal

 

Adiado no Brasil desde o dia 27 de Agosto, a fita de terror conta a história de Michael King (Shane Johnson), cético acerca de religião, espiritismo ou fatos paranormais. Enfrentando a morte da esposa, ele decide fazer seu próximo filme ligado à busca da existência de forças sobrenaturais. Michael permite que vários praticantes de artes ocultas testem os rituais mais pesados nele na intenção de provar que tudo é um mito. Porém, algo terrível acontece.

 

 

 

 


 

 

 

O Clube 

O drama chileno traz um grupo eclético de sacerdotes que convive com Mónica, uma freira, em uma casa na costa do Chile. Quando não estão orando e expiando seus pecados, eles treinam seu cachorro para a próxima corrida. O que será que os levou até ali, praticamente no meio do nada, onde o vento sopra forte frequentemente? Quando um novo sacerdote muda-se para lá, um homem começa a lhe fazer fortes acusações. Sua voz aumenta mais e mais até que um tiro soa. O padre evita as acusações dizendo ser suicídio. A igreja envia um investigador, mas será que ele realmente tem a intenção de descobrir a verdade ou apenas garantir que a aparência santa seja mantida? O filme foi vencedor do Urso de Prata no  Festival de Berlim 2015.

 

 

 


 

 

 

 

O Preço da Fama

A comédia dramática Francesa se passa no final dos anos 70, nas proximidades do Lago de Genebra. Eddy Ricaart (Benoît Poelvoorde) é libertado da prisão e recebido por Osman Bricha (Roschdy Zem), um grande amigo. Ambos estão passando por um momento difícil, completamente sem dinheiro, e Eddy, ao ficar sabendo da morte de Charlie Chaplin, decide sequestrar o caixão do astro e exigir um alto resgate.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

Os Árabes Também Dançam

A fita dramática é uma co-produção entre Israel, Alemanha e França. Eyad (Razi Gabareen), um jovem árabe e orgulho de seus pais, vive com a família em Tira. Ele é aprovado em uma grande universidade em Jerusalém. Quando se muda, ele parece não se enquadrar no novo ambiente, pois é tímido e não é fluente em hebraico. Naomi (Danielle Kitzis), uma colega de classe, é a única a se aproximar. Eles tornam-se bons amigos. Com o passar do tempo, Eyad se insere na vida social da universidade, mas ainda sofre preconceitos por ser árabe.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

Palavras Diabólicas

O terror americano também foi adiado há algumas semanas. Na trama, quando as crianças de uma pequena cidade estão possuídas, uma mãe solteira, chamada Anna, se recusa a acreditar que sua filha está perdida para o demônio. Ela fará de tudo para proteger a filha e mantê-la viva, além de defendê-la da fúria dos vizinhos, em polvorosa com a situação.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: