Critica: Nocaute (southpaw) (2015)

Por: Gabriel Barcellos

 

 

Jake Gyllenhaal vive Billy Hope nesse filme de ação/melodrama, dirigido por Antoine Fuqua                                                             NOCAUTE!

 

 

(TUDO QUE ESTÁ AQUI NÃO É NENHUM TIPO DE SPOILER, ALGUMAS COISAS ESTÃO NO TRAILER DO FILME)

 

southpaw_5-620x412

 

Billy é um boxeador de sucesso e está no auge de sua carreira, invicto à 43 lutas. O estilo que ele vence as lutas é cansando o adversário, isso é, levando porrada pra caramba para depois ter uma reação. E isso preocupa sua mulher (Rachel McAdams), que vê seu marido todo luta sendo espancado até conseguir contornar a luta e espancar o adversário. Suas maiores felicidades são o boxe, sua esposa, sua filha e sua fortuna. Mas de uma hora para outra Billy perde tudo de uma vez, é banido do boxe, sua mulher morre, sua filha não pode ficar com ele, e o dinheiro se esgota em dois tempos.

O filme tem muito clichê, o adversário que faz de tudo para Billy perder tudo, o treinador que não liga para suas conquistas, o agente que é seu “amigo” mas se preocupa mais com o dinheiro faturado, entre outros clichês de filme de boxe.

 

B99288831Z.1_20150723145111_000_G3NI7DO7.1-0

 

Mas o filme entra numa de melodrama (quando Billy perde tudo), então você vê que vale a pena assistir o filme pelas atuações do Jake Gyllenhaal que sabe fazer o cara nervoso, puto com tudo, e também o lado que está sofrendo por não ter mais suas preciosidades, muito dessas coisas podem ser visto através do olhar do ator, que impressiona vendo que o personagem é um lutador atroz e carinhoso ao mesmo tempo. Outro motivo é a atuação de Oona Laurence a filha de Billy que da um espetáculo minimalista mas tão real que deixa qualquer pessoa que está vendo o filme impressionado por tamanha grandeza de atuação de uma criança. Rachel McAdams também faz um bom trabalho quando mostra tristeza e preocupação com Billy mas nada como a atução de Gyllenhaal ou Laurence. Forest Whitaker o treinador de Billy é mal aproveitado assim como Naome Harris que faz a assistente social.

Nocaute é um clichê bem feito, com uma trilha sonora pesada e boa, mas quando fica dramático o filme acerta em 90% do tom, com boas atuações o filme de Antoine Fuqua que fez um trabalho até que bom aqui.

 


 

GABRIEL THE PARÇA
GABRIEL THE BARÇA

 

Nota: 8.5/10

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: