Crítica: Fruitvale Station- A Última Parada (2013)

Por Alysson Melo

 

O longa conta a história de Oscar (Michael B. Jordan), que tem 22 nos e que vive uma vida difícil ao lado da namorada Sophina (Melonie Diaz) e da filha, as coisas ficam ainda mais complicadas após ele perder o emprego por chegar sempre atrasado e se vê numa luta desenfreada para não voltar a ter a vida que levava anteriormente onde traficava drogas.

O diretor novato Ryan Coogler remonta a triste história real do incidente ocorrido em 2007  na estação Fruitvale de uma maneira muito delicada, mantendo todo o clímax e toda a tensão provocada na narrativa, mostrando os conflitos entre os personagens, mantendo o público entretido do inicio ao fim.

 

4816741_l2

Com ótimas atuações, incluindo a da atriz Octavia Spencer que trás todo o seu lado dramático, vivendo a mãe de Oscar, e trazendo todo o seu carisma, onde rouba as cenas por onde aparece. No filme sua relação com o filho mostra um amor e devoção de uma mãe para proteger o seu bem mais precioso.

O casal protagonista segura o pique, além de terem uma boa química em tela e faz toda a situação vivida por eles  ser encarada de forma muito realista enfrentando todas as desavenças, traições e mentiras em nome do amor e da família que nutrem juntos.

 

Fruitvale-Station-Still-C

As cenas finais são de pura inquietação, elas são apresentadas de forma clara, cruel criando uma grande apreensão, onde o público fica grudado na cadeira apreensivo pelo final. Tendo um bom roteiro, ótimas interpretações, Fruitvale Station é um filme imperdível que vale a sua atenção e merece ser visto.

———————————————————————————————————————–

ALYSSON MELO
ALYSSON MELO

 

Nota: 9/10

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: