Crítica: Corrente do Mal (2014)

Por Bruno Peralva

 

Corrente do Mal (It Follows) vem sendo dito como um dos filmes de terror mais impressionantes dos últimos anos. E sim, consegue se destacar diante das recentes produções, mas não por inovação e sim por reciclagem. O filme traz várias referencias de outras películas de horror. Por exemplo, poderíamos pensar, se o filme “Tubarão” fez todos terem medo de nadar, se “A Hora do Pesadelo” fez as pessoas terem medo de dormir, It Follows fara todos terem medo de transar. Mas essa premissa já vem de outro filme, o “Contracted”, que a protagonista contraí um vírus depois de uma transa casual, que faz ela se decompor viva. Porém, Corrente do Mal vai muito além dessa premissa.

Na trama, a jovem Jay de 19 anos leva a vida como qualquer outra adolescente, mas numa noite depois de transar com um rapaz que ela estava saindo, ele a desmaia e a prende numa cadeira de rodas.

Quando ela acorda, o jovem começa a falar sobre uma maldição passada para ele e que ele acaba de transmitir pra ela através do sexo. Algo na forma de diferentes pessoas passaria segui-la. A pessoa apareceria do nada e viria em sua direção. Pode ser lento, em passos curtos, mas sempre te alcança. Uma mulher desnuda aparece do nada e começa a vir em direção a Jay e o garoto mostra que é disso que ele está falando. Ele a leva até em casa e vai embora.

Image-3-old-woman-at-college
Quando Jay está na sala de aula, ela observa que do pátio uma senhora bem sinistra vindo em sua direção, lentamente, ela então foge dali. E então, onde Jay fosse ela tinha pouco tempo de paz, porque às vezes demorava mais, mas sempre vinha alguém andando na direção dela, perseguindo-a.

Reunindo vários momentos de tensão, e um dos melhores é quando no cenário de repente aparece alguém se aproximando de Jay devagar e ela ainda não percebeu isso. E não tem como saber quem é, pois pode ser qualquer um. Então a forma de saber quem é quem, é se alguém visto por Jay não é visto pelos outros, pois só quem possui a maldição vê essa coisa chegar.

O filme tem vários pontos positivos e um deles é a trilha sonora que até lembra as dos clássicos de horror. Tem a música tema do filme, instrumental, que realmente traz o clima sombrio do filme.

o-IT-FOLLOWS-facebook
Em Corrente do Mal não existe a preocupação de mostrar a origem da maldição, isso é deixado a cargo da imaginação de cada um, e sinceramente isso não é nem um pouco importante para compor o filme. O mais tenebroso é sensação de insegurança, de que algo espreita. Até lembra ao filme “Premonição”, que a morte observa e pode chegar quando se menos espera.

Então, Corrente do Mal é sim uma grata surpresa, mas não necessariamente uma inovação no cinema de terror. Conta com um roteiro que soube aproveitar muito bem elementos de outros filmes de terror e de uma direção que soube guiá-lo a seu próprio jeito.

———————————————————————————————————————–

BRUNO PERALVA
BRUNO PERALVA

 

 

Nota: 8 / 10

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: