Crítica: Belas e Perseguidas (2015)

Por João Paulo Rodrigues

 

Sabemos que Reese Witherspoon estava vivendo uma fase bem curiosa. Ao mesmo tempo que faz inúmeras comédias românticas e da importância da mesma para o gênero. Mais ainda que na parte dramática que muitos subestimam a pequena e de repente, o seu Oscar por “Johnny e June” e sua atuação em “Wild” provam o quanto a moça não fica somente no: “sou a moça de rosto bonito e mono temática“. Entretanto, Belas e Perseguidas, filme posterior a “Wild” e “Vicio Inerente” é literalmente uma afronta ao gênero e ao cinema.

O filme tem os créditos iniciais bem simpático: Uma criança sentada atrás do banco de trás enquanto o pai trabalha. Durante esses créditos, o espectador é testemunha da transformação da moça em policial. Existe um frame bem lindo que é todas as crianças com roupinha de fada enquanto a nossa protagonista: roupa de policial. Após os créditos começa a história. A agente Cooper (Resee) é designada a escoltar uma dondoca Daniella Riva (Sofia Vergara) e seu esposo para testemunhar contra um nacrotraficante. Entretanto tudo acaba mal e a policial e a dondoca tentam fugir não somente de assassinos, mas também de policiais corruptos.

belasperstop
Dirigido por Anne Flechter, o filme é um road trip literalmente sem graça. Piada sem graça atrás piadas sem graça. Mesmo com o carisma de Witherspoon, é uma personagem incrivelmente sem contato com o espectador. As piadas que o filme gera com sua altura em nenhum momento deixa o público gerar um sorriso amarelo. A personagem de Vergara continua sendo aquele esteriótipo de personagem latina que literalmente doí os olhos. E quando fala algo no filme … É impossível não sentir vergonha alheia.

A única coisa boa do filme nem está nele. Mas fora dele. Em uma ação publicitária bem interessante, a Warner promoveu a pré-estreia do filme com policiais femininas em São Paulo. Lembrando até o similar feito com San Andreas com bombeiros. Filmes que focam em algo similar: transformar pessoas comuns com trabalhos dignos em heróis de sua própria história. Só faltou que Belas e Perseguidas fosse bom, algo que passou bem, mas bem longe.

sofia-vergara-in-hot-pursuit-movie-2

———————————————————————————————————————–

JOÃO PAULO RODRIGUES
JOÃO PAULO RODRIGUES

 

Nota: 1/10

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: