Cinema e o Dia do Rock.

Por Tom CP.

Apenas uma boa trilha sonora não arrasa bilheteria e nem arranca todas as estrelinhas dos críticos. Ainda sim, é inegável o poder das músicas para tornar qualquer filme muito mais interessante e atraente. Em alguns longas, as canções funcionam como elementos fundamentais da história, são quase como personagens. Já outros têm sua trilha apenas como um complemento adicional. E existem também aqueles filmes inspirados por músicas conhecidas e amadas. Mas no fim das contas, não importa como uma música é utilizada em um filme, pois muitas das vezes elas fazem o espectador se lembrar de cenas, personagens, da história, do próprio filme e de até mesmo pessoas ou épocas através de uma canção específica. Basta a pessoa ouvir aquela música e ela é transportada diretamente para aquele filme. Músicas são portais que colocam o espectador no clima da história e possuem o poder de leva-lo para esse lugar toda vez que ouvi-la.

Hoje é dia do rock e existem muitos filmes que usam e abusam desse gênero musical responsável por fazer muito barulho por ai. Listamos os que julgamos serem os 15 melhores. Se você lembra mais algum, que talvez possamos ter esquecido, deixe ai no comentário.     15. Rock of Ages O Filme15. Rock of Ages: O Filme (2012)
Mesmo baseado em um famoso musical da Broadway e recheado de grandes nomes, o filme ainda sim não agradou. Contudo, Tom Cruise rouba a cena na pele do lendário roqueiro Stacee Jaxx e coloca os pulmões para fora para cantar músicas conhecidas como: “Paradise City”, “Wanted Dead” entre outras. Para quem gosta de rock, é uma boa diversão.

14. Detroit a Cidade do Rock14. Detroit a Cidade do Rock (1999)
A paixão pelo Rock, mais especificamente pela banda Kiss, é o que move essa comédia adolescente. O filme é um prato cheio para quem curte Kiss.
13. The Runaways - Garotas do Rock13. The Runaways – Garotas do Rock (2010)
Para quem estava acostumado com Kristen Stewart e Dakota Fanning em filmes mais delicados, a história real da banda americana é contada nas telonas para provar que mulheres também sabem fazer um bom som. O filme não é dos melhores, mas as atuações e todo o arranjo musical compensam.
12. Cazuza O Tempo Não Pára12. Cazuza: O Tempo Não Pára (2004)
Representando o Brasil nessa lista, Cazuza expõe a vida do cantor de maneira cru e visceral. Não deixa de ter também um bom tom nostálgico toda vez que toca uma música do cantor ou da banda que ele fazia parte antes. Como todo astro do Rock, Cazuza também teve uma boa dose de drama na vida. Então prepare para se emocionar.

11. The Rocky Horror Picture Show11. The Rocky Horror Picture Show (1975)
Um filme trash, porém divertido e que traz Susan Sarandon cantando de forma mais caliente, merece no mínimo sua atenção. Você pode até não gostar do que viu, mas tem que reconhecer crédito à originalidade de um filme que diverte do início ao fim. As músicas podem ser bregas, mas possuem letras engraçadíssimas.

10. Across The universe10. Across The Universe (2007)
Esse musical é para os fãs dos Beatles. Psicodélico em algumas partes, romântico e dramático em outras, o filme é um grande mergulho embalado pelas músicas mais famosas da banda. Aumente o som e cante junto com os atores afiadíssimos.

09. Escola de Rock09. Escola de Rock (2003)
Jack Black já se meteu em muitas furadas, no entanto, fingir ser professor de música de um colégio não é uma delas. O ator surpreende nesse grande sucesso e faz um grupo de crianças se tornar uma ótima banda de rock. É interessante ver todo o processo desde o início, quando as crianças ainda estão cruas, até o momento em que elas deixam muita banda de adultos no chinelo.
08. The Wonders - O Sonho Não Acabou08. The Wonders – O Sonho Não Acabou (1996)
Clássico da Sessão da Tarde, o filme marcou a infância e adolescência de muita gente e tem como centro da história a relação que as pessoas podem ter com a música. O filme é dirigido por Tom Hanks, que também atua no longa, o qual é recheado de músicas, em especial uma que toca durante quase toda a fita: That Thing You Do. É até difícil apagar essa música da cabeça, logo após assistir o filme.

07. Once - Apenas Uma Vez07. Once – Apenas Uma Vez (2006)
Com um rock mais leve, indo mais para o lado do folk, este é um filme que é ame ou odeie. Apesar de carismático, quase todas as cenas são cantadas, e isso afasta alguns espectadores. As canções aqui são sensíveis, assim como a história de duas pessoas que se conhecem e se apaixonam lentamente, como canta uma de suas músicas.

06. The Doors (1991)
Esnobado pela crítica e pelos prêmios, o filme da banda norte-americana é como o vinho. Se tornou um clássico obrigatório para os fãs da banda, os amantes do rock e para quem ama cinema. Dirigido por Oliver Stone e antes taxado como exagerado, o filme é uma explosão psicodélica de emoções e vale cada segundo.

05. Pink Floyd The Wall (1982)
Outro caso de banda se aventurando nos filmes, este é um projeto audacioso na carreira do grupo Pink Floyd. O longa utiliza todas as músicas do álbum de mesmo nome para contar a história de um músico à beira da loucura devido ao isolamento causado pela fama. E não é só isso, ainda há uma forte crítica à guerra. Trabalho de primeira, cheio de arte e muito rock n’ roll.

04. Vida de Solteiro04. Vida de Solteiro (1992)
Situado no início dos anos 90, a última era de ouro do rock, o filme narra em capítulos histórias de jovens nos seus 20 e poucos anos, tentando encontrar alguém que os complete. O longa é dirigido pelo cineasta Cameron Crowe, que é um grunge (movimento musical surgido em Seattle, onde o filme acontece) e só ai já é motivo suficiente para assistir a este filme que além de muito bem feito, agrada aos amantes do gênero em questão nessa lista.

03. Os Infiltrados (2006)
Fica quase impossível falar sobre rock no cinema e não mencionar o diretor Martin Scorsese. O rock está muito presente em seus trabalhos e Os Infiltrados, ganhador do Oscar de melhor  filme em 2007, é um bom exemplo para representar todos os demais filmes. Lembrando bastante os trabalhos de Quentin Tarantino (outro diretor bem musical), Os Infiltrados abusa da violência com rock ao fundo. Para quem gosta de algo mais intenso, é uma boa pedida.

02. Alta Fidelidade (2000)
O romance parte do cliché, mostrando uma separação amorosa, tantas vezes retratada nos filmes, e surpreende quando começa a ficar interessante a cada minuto que passa. A surpresa está na forma adulta com que a história é narrada. John Cusack interpreta Rob, dono de uma loja de discos, que acaba de ser deixado pela namorada. Ele passa então a tentar entender porquê foi deixado e aos poucos fica claro que Rob sempre foi um homem apático e passivo em sua vida, o que pode explicar muito. É ai que o diretor Stephen Frears expõe como é um relacionamento de verdade. Para um filme em que o próprio pôster é um vinil e que tem como locação uma loja de discos, nem precisa mencionar que a música se faz bem presente.
01. Quase Famosos
01. Quase Famosos (2000)
Não é por acaso que o filme que encabeça a lista seja de Cameron Crowe. A inspiração para este longa é a própria vida do diretor, que carinhosa e nostalgicamente remonta todo o rico período musical que foi a década de 70. A história percorre a vida de William, jovem de 15 anos que recebe de presente da irmã, quando ela vai embora da casa dos pais, uma maleta cheia de discos. O garoto passa a escrever criticas musicais, até que recebe um convite que mudaria sua vida. Quase famosos é muito mais que um road movie, é um filme carregado de emoções e um grande presente para os amantes do rock.

PIPOCA BRINDE .::
Vale mencionar também outros dois trabalhos que não entraram na lista. O primeiro não é um filme, mas uma série e que é regada de rock. O seriado em questão é o terror “Sobrenatural“ (Supernatural, 2005 –). A série já está no ar há dez anos e acompanha a vida de dois irmãos que tentam entender o estranho assassinato da mãe deles e buscam o pai que desapareceu. É certo que essa história já mudou, os irmãos já entenderam o que houve, já descobriram do paradeiro do pai e mesmo após tanto tempo, a série ainda mantém o fôlego. Um dos motivos para tanto, é o time de atores (em especial Jared Padalecki e Jensen Ackles), que com carisma conquistaram uma legião de fãs e mantêm a série divertida. Inclusive, é o personagem de Ackles, Dean, que tem um gosto musical de primeira. Não é de se duvidar que isso venha de influência do próprio ator.

Outra menção honrosa é o recente documentário do integrante da banda norte-americana, Nirvana, “Cobain: Montage of Heck” (2015). O longa fez sucesso nas telonas por expor de forma honesta e emocionante a vida do vocalista que se suicidou em 1994. Para quem gosta da banda ou mesmo de rock, vale a pena conferir esse corajoso trabalho.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: