CRÍTICA: XXX REATIVADO(2017)

 

 

Vin Diesel alcançou o status da fama com ‘Velozes e Furiosos’, cujo suas três sequencias estão a caminho, e seu lema diz pra formar uma família. Agora ele está buscando esse novo lema em uma franquia que teve sucesso na época apenas no primeiro filme, mas não o retorno da mídia que é ‘Triplo X’. Lançado em 2002, o filme teve uma continuação em 2005 sem Vin Diesel como protagonista e no lugar dele ficou Ice Cube e o resultado foi uma catástrofe total. Agora 15 anos depois Vin Diesel volta a ativa em ‘Triplo X: Reativado’ pra desenterrar uma franquia que pouco teve muitos comentários na mídia durante esse tempo.

O terceiro capítulo explosivo da franquia que redefiniu o suspense de espionagem começa com o atleta que se tornou agente do governo Xander Cage saindo de um exílio auto imposto e entrando em rota de colisão com o guerreiro Xiang e seu grupo, em uma corrida para recuperar uma arma sinistra e, ao mesmo tempo, impossível de parar, conhecida como Caixa de Pandora. Após recrutar um novo grupo de soldados em busca de emoção, Xander entra em uma conspiração mortal que aponta para os mais altos níveis do governo. Com a assinatura da série, xXx: The Return Of Xander Cage vai elevar o nível da ação com algumas das maiores acrobacias já mostradas no cinema.

A trama eleva muito a adrenalina e as acrobacias com um conjunto vibrante, o roteiro apesar de ser genérico nos faz lembrar de filmes de grande sucesso de ação como ‘Os Mercenários’ reunindo brucutus dos anos 80 e 90 e ‘Velozes e Furiosos’ na qual o personagem de Vin Diesel reune coadjuvantes do segundo e terceiro filme a partir do quarto em diante tem muito exagero e partes desnecessárias em algumas cenas, mas com efeitos especiais bons, cenas de perseguições cheia de adrenalina que me lembrou nos filmes da franquia ‘Missão Impossível’ o Tom Cruise dispensar dublês, trilha sonora no maior swing e um 3D muito bem aproveitado.

Vin Diesel com o seu papel de canastrão de sempre, nesse filme parece mais a vontade. Os coadjuvantes brilham em maior destaque, Donnie Yen como Xiang atua com versatilidade e suas coreografias de arte marciais estão incríveis. Deepika Pakudone como Serena faz uma estreia no cinema de fininha. Ruby Rose como a sniper Adele faz ser a menina dos olhos de Xander, a duplinha Rory McCann e Kris Wu apesar de terem pouco destaque se diverte. No elenco temos Tony Jaa, o lutador do UFC Michael Bisping, Toni Colette e Samuel L.Jackson.

‘xXx: Reativado’ tem uma direção firme de D.J.Caruso, serve para diversão farofa e vale uma futura exibição em Tela Quente, e mostra agradável para o telespectador, incluindo os fãs de futebol verem a participação tosca, mas dá pro gasto com Neymar e tem citações sobre o jogo do Brasil, o desfecho além de ser previsível traz uma boa surpresa e volta bem fino dando espaço para mais continuações.

 Nota: 6/10

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: