Trilogia – PARTE 2

Por: Rafael Mayrink

Star Wars

ads_sw52

Dando sequência (literalmente rs) à matéria especial sobre trilogias, não poderia faltar um dos grandes clássicos do cinema e da cultura pop. A franquia iniciada por George Lucas em 77 se prova, com o perdão do trocadilho, como toda a Força, ainda nos dias de hoje. Mas a trilogia original foi o que nos trouxe para esse universo mitológico, nos apresentou a personagens icônicos e que influenciaram gerações. Não acreditando muito em um futuro promissor para a sua saga espacial, Lucas não havia planejado até então continuações para Star Wars. Logo que foi provado o contrário, surgiram as novas premissas para completar a jornada de Luke Skywalker e seus amigos, por reviravoltas dignas de novelas mexicanas.

O Senhor dos Anéis

S.Aneis

Outra trilogia que permeia não só a imaginação de jovens nerds da últimas décadas, mas também todos os adeptos de superproduções. Senhor dos Anéis tinha a responsabilidade de trazer para as telas do cinema uma história que já havia se consolidado como best-seller e conquistado uma legião de fanáticos, e como todos sabemos, concluiu com maestria o que se propôs. Peter Jackson conseguiu expressar justamente o que muitos já haviam vislumbrado para as aventuras na Terra Média  de Tolkien, tratando cada detalhe impecavelmente e criando assim outro memorável evento cinematográfico e seu legado.

Before

before-sunrise-001

O amor virou filme. Na verdade virou uma trilogia. Quando você assiste aos dois primeiros percebe que esta assistindo a filmes que retratam como é se apaixonar e viver a loucura de amar. Os três filmes são contatos a história apenas pelos ótimos diálogos do casal. Em vários momentos sentimos tudo que eles sentem, desejamos tudo que eles desejam e dependendo do que você está passando ou já passou pode se identificar com algumas situações e conversas durante o longa. ‎Ethan Hawke‎ esta em seu melhor momento, e ‎Julie Delpy está perfeita, charmosa e inteligente. Um filme para assistir com seu amor e se deliciar com uma história apaixonante em com uma ótima companhia.

Millenium

os-homens-que-não-amavam-as-mulheres-girl-dragon-tattoo-sueco-minha-vida-literaria2

Baseado na trilogia sueca escrito pelo Stieg Larsson, os filmes conseguem chocar e surpreender quem esta assistindo. Com algumas cenas fortes e com uma história atual, os longas faz tudo que um ótimo policial precisa, e tornando um dos melhores. Um vilão ameaçador, motivações distintas e uma das melhores heroínas do cinema. Noomi Rapace conseguiu ser tudo que precisava ao interpretar Lisbeth Salander, sendo perspicaz e ameaçadora quando precisa, mas também conseguindo ser uma pessoa que busca por justiça e pelas respostas, mesmo que para isso ela precisa quebrar algumas regras. Uma ótima opção para quem tem interesse em sair da rotina de filmes americanos.

O Poderoso Chefão

o-poderoso-chefao-

Para não ficar devendo nada às outras trilogias históricas indicadas na matéria dessa semana, que tal falarmos de O Poderoso Chefão? Sim o clássico de 1972, baseado no livro homônimo, teve duas sequencias que deram continuidade ao sucesso do original. Sem duvida, o filme foi um divisor de águas não só para Francis Coppola como diretor, como também para o elenco, principalmente o eterno Don Vito Corleone, Marlon Brando. Tanto o primeiro filme quanto suas outras duas partes serviram de influencia para produções posteriores e de referencia para muitos outros, um dos principais filmes de máfia, mas que tem muito mais a dizer em relação à família. Para mim, sem dúvida, uma das melhores trilogias lançado no cinema.

Essa é a última parte dessa maratona, mas não tem como não citar alguns filmes para quem quiser buscar outras trilogias. Temos a trilogia Blade, que foi uma ótima adaptação de uma HQs que não tinha muitos fãs aqui no Brasil. Os Mercenários, filmes nostálgicos para os fãs dos atores de ação dos anos 90. Hobbit, que apesar de ter agradado a várias pessoas, achei que dividir um único livro em três partes não foi uma boa ideia.

É isso ai pessoa, espero que tenham gostado.

—————————————————————————————————-

Rafael Mayrink
Rafael Mayrink

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: