The Astronaut Wives Club: Primeiras Impressões

THE ASTRONAUT WIVES CLUB - "Launch" - Seven women are transformed, seemingly overnight, from military spouses to American royalty as they prepare for the mission of a lifetime when NASA chooses their husbands - talented test pilots from around the country - to be the first Americans in space! These women who once were strangers rally around their husbands and their country. With death defying missions underway, these women form a bond only they could understand. As Alan Shepherd is tapped to be the first to go up, his wife Louise is the picture of strength as she handles the pressures of space exploration and her responsibilities as wife and mother. With the other women by her side, the race to space is on in the premiere episode of "The Astronaut Wives Club," THURSDAY, JUNE 18 (8:00-9:00 p.m., ET) on the ABC Television Network. (ABC/Cook Allender) ZOE BOYLE, ERIN CUMMINGS, ODETTE ANNABLE, YVONNE STRAHOVSKI, AZURE PARSONS, JOANNA GARCIA SWISHER

Por Neildo Araújo

 

Baseado no livro homônimo, lançado em 2013, por Lily Koppel, essa série da ABC é um ótimo drama. Situado em 1960, a série foca na vida das mulheres dos astronautas que partem para o espaço durante a corrida espacial, entre a União Soviética (URSS) e os Estados Unidos da América.

A série apresenta um piloto sólido que faz com que o público já tenha certa empatia com as protagonistas. Uma história bem delineada e desenvolvida nos episódios seguintes. A série conta com um elenco grandioso (e grande!). JoAnna Garcia (Once Upon a Time), Yvonne Strzechowski (Dexter, Chuck), Dominique McElligott (Hell on Wheels), Odett Annable (House, New Girl), Erin Cummings (Spartacus: Blood and Sand) e Azure Parsons (Salem) formam o time de esposas. Entre os astronautas podemos citar a presença de Wilson Bethel (Hart of Dixie), Desmond Harrington (Dexter) e Bret Harrison (Breaking In).
A série recebeu uma encomenda de 10 episódios para a primeira temporada. O último episódio irá ao ar em 20 de agosto.

O que eu achei: A série traz em seu cerne algo que cativa. Seja em seu grupo de protagonistas ou como apresenta o enredo. É impossível não querer saber o que acontecerá a seguir. Os figurinos e cenários da série são um ponto positivo, sendo muito bem construídos. As atrizes estão tão à vontade em seus papéis que as vezes acredito que elas não estão interpretando ninguém a não ser elas mesmas. Yvonne e JoAnna estão impecáveis em seus papéis, sendo as mais cativantes. É uma série que vale a pena ver pelo seu enredo, sua produção e os atores nela envolvidos.

———————————————————————————————————————–

NEILDO ARAÚJO
NEILDO ARAÚJO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: