STRANGER THINGS – PRIMEIRA TEMPORADA

Por Eduardo Tavares

 

Nostalgia e Infância. É sobre isso que a série se propõe a falar quando traz diversos elementos dos anos oitenta para contar a história de um grupo de amigos, todos crianças, em uma aventura para solucionar um mistério aterrorizante.

Tudo começa com o desaparecimento de Will, que choca a cidade e coloca sua mãe, interpretada pelo ícone dos anos noventa, Winonna Rider, em uma busca frenética pelo seu filho. A atriz desempenha um papel exageradamente dramático, que em alguns momentos parece sair do ponto.

Os amigos de Will, um grupo de meninos, começam a investigar seu desaparecimento e nessa busca se deparam com a misteriosa Eleven. Ela rouba a cena sem quase ter falas. A personagem, desde que nasceu, integrava um experimento do governo que usa pessoas como cobaias. Ela pouco desenvolveu a fala, mas possui outras habilidades fantásticas. A atriz desempenha um papel satisfatório ao trazer uma carga dramática eficiente e na medida, que comove o público. Isso fez dela uma grande revelação no ano de estréia da série e a mantém como nome promissor em Hollywood.

@Stranger Things / Foto Divulgação Netflix

Mas não foi só a Eleven que se mostrou uma grande revelação como atriz, mas todo o time do elenco infantil da série, que parece ter sido escolhido de forma meticulosa, resultando em uma química perfeita para encantar o público.

Outro ponto positivo é a fotografia e escolha da trilha sonora, que são a cara dos anos oitenta. O NewWave, estilo de música característico da época, marca presença nos episódios, que mantém uma fotografia que remete aos filmes oitentístas de fantasia, trazendo um sentimento nostálgico ao espectador.

As luzes difusas e a iluminação frontal nos rostos dos personagens, além da granulação da película foram elementos resgatados para criar o efeito desejado na fotografia.

Stranger Things se consagra como uma mania entre todas as idades, atraindo tanto o público jovem, que não viveu a década de oitenta e seus filmes icônicos, mas também aqueles que viveram. Fans de filmes como “os Goonies”, ‘história sem fim” e “e.t.” ficarão satisfeitos com essa série, que resgata esse tipo de trama fantástica. Ela traz o frescor da infância, mas isso não significa que é uma série infantil, pois também ganha tons mais escuros com o decorrer dos episódios.

—————————————————————————————————————————

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: