PEDRO COELHO(2017) “DIVERSÃO DA PÁSCOA PARA A CRIANÇADA”

Por Vinicius Montano

 

E a Páscoa está chegando. E Hollywood mostra que tem mais filmes sobre o tema, hoje vamos falar de coelhos, o símbolo da tradição. Pois é, como havia falado anteriormente na crítica de ‘Maria Madalena’, já em cartaz nos cinemas, hoje iremos falar da comédia infantil live-action ‘Pedro Coelho’, da Sony Pictures Animation. Dirigido por Will Gluck, dos sucessos ‘A Mentira’ e ‘Amizade Colorida’ no elenco temos James Corden na voz de Pedro. No elenco humano temos Domhall Gleeson, Rose Byrne e Sam Neill.

Em Pedro Coelho, o adorado personagem de histórias infantis chega às telas de cinema em uma irreverente e contemporânea comédia cheia de atitude. A eterna disputa entre Pedro e o Sr. McGregor (Domhnall Gleason) pelo tesouro em vegetais que está enterrado em seu jardim proibido; fica ainda mais intensa quando ambos passam a brigar pela atenção da vizinha bondosa e amante dos animais (Rose Byrne).

@Divulgação Sony Pictures

A história desse filme, é um tom infantil, até tenta agradar todos os gostos do público, o roteiro até te entrega muitas boas risadas, mas o filme apela um pouco para a emoção, coisa que acontece nos filmes Disney/pixar. A edição mostra interessantes no flashback animado da infância de Pedro Coelho, os pontos turísticos de Londres, a floresta e mensagens de como existe as pessoas sendo a maior escória da humanidade.

Os personagens garante o alívio cômico exclusivo no filme. James Corden como o Pedro Coelho, protagonista da história, é um simpático coelho e tira onda com sua jaqueta azul, e tem um tom carismática. Domhall Gleeson como Mr. Thomas McGregor, o herdeiro da mansão do seu tio-avô como um vilão malvado favorito divertido, versão inglesa. Rose Byrne como a vizinha amorosa amante dos animais, uma doçura de personagem. E Sam Neill como o Sr McGregor numa participação curta, mas justa.

‘Pedro Coelho’ é uma salada mista contemporânea bonitinha em geral. Uma farofa leve, sem muita emoção, mas que garante leves risadas. Uma diversão da Páscoa para a criançada com uma trilha sonora leve com músicas do grupo Rouge na versão dublada para embalar encantar e claro para distrair.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: