CRÍTICA: O CAÇADOR E A RAINHA DE GELO (2016)

Por Vinicius Montano

Os contos infantis tem sido adaptado recentemente nas telonas, a maioria com Live-Action e outras em versão normal. Em 2012 lançamos duas adaptações da Branca de Neve:

Espelho, Espelho Meu, em que a Julia Roberts fez o papel de Rainha Má num dos papeis de pagar mico e o filme em si foi muito ruim

Branca de Neve e o Caçador, nesse daí foi uma versão mais dark trazendo a Rainha Má com a Charlize Theron teve um papel mais sério assim como Kristen Stewart que esqueceu a cara de songamonga na saga Crepúsculo e mostrou mais seriedade, e o resultado foi satisfatório.

Huntsman

Agora em 2016 lançamos a prequel antes de Branca de Neve e o Caçador com ‘O Caçador e a Rainha do Gelo’, trazendo Chris Hemsworth reprisando o papel do caçador e Charlize Theron reprisando o papel de Rainha Má. No elenco tem novas adições como Jéssica Chastain como a guerreira Sara e Emily Blunt no papel da Rainha do Gelo

A história se passa muito tempo antes da malvada Rainha Ravenna (Charlize Theron) ser derrotada pela espada de Branca de Neve, ela assistiu silenciosamente sua irmã, Freya (Emily Blunt), sofrer uma traição devastadora e fugir de seu reino. Com sua habilidade de congelar qualquer inimigo, a jovem Rainha do Gelo passou décadas em um palácio de inverno criando um exército de caçadores mortais – incluindo Eric (Chris Hemsworth) e a guerreira Sara (Jessica Chastain) – apenas para descobrir que seus dois melhores caçadores a desafiaram e quebraram sua principal regra: congelar para sempre os seus corações do amor. Quando Freya fica sabendo da morte de sua irmã, ela convoca seus soldados restantes para trazer o Espelho Mágico para a única feiticeira que pode aproveitar o seu poder. Mas uma vez que ela descobre que Ravenna pode ser ressuscitada de suas profundezas douradas, as irmãs ameaçam esta terra encantada com o dobro da força mais escura que já existiu. Agora, seu exército deve provar ser invencível… a menos que os caçadores banidos, que infringiram a regra cardeal de sua rainha, possam lutar de volta.

the-huntsman-winters-war-trailer-song-castle

Essa prequel antes de Branca de Neve e o Caçador é totalmente redonda, esteticamente é melhor que o anterior nos efeitos especiais, figurino de Coillen Atwood consegue ser mais refinado que o primeiro filme, direção de arte melhora muito em relação ao filme anterior, efeitos visuais e cenografia ótimos de tirar o fôlego, o roteiro é muito frozen mais adulto antiquado, médio por sinal, alívios cômicos alguns desnecessários. O 3D é totalmente descartável, só serve para lucrar mais caro no ingresso.

maxresdefault

Jessica Chastain como a guerreira Sara e Chris Hemsworth como o caçador Eric se destacam principalmente na química, Charlize Theron me surpreende cada vez mais com a sua exuberância e beleza como a Rainha Má embora tenha pouco destaque, mas quem rouba bastante a cena é Emily Blunt num papel frio e traiçoeiro. A direção que antes era de Rupert Sanders na qual ele foi demitido por suspeitas de caso de Kristen Stewart, foi ocupada pelo pouco conhecido Cedric Nicholas Theyrin tem firmeza, mas enfim ficou no meio a meio pra saber qual sequencia é a melhor e tinha coisas que foram contadas sobre Branca de Neve na qual ela nem aparecia em cena que achei desnecessárias, mas fora isso é um entretenimento de qualidade e um Let it Go antiquado.


12439330_10208123556589864_4406945079162396876_n

Nota: 6.5/10

Vinicius Montano

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: