MARIA MADALENA(2018) “UM SIMPLES FILME BÍBLICO DE SESSÃO DA TARDE”

Por Vinicius Montano

 

Em março de 2018 teremos a Sexta-feira Santa e o Domingo de Páscoa lá pro final do mês, respectivamente dia 30 e 1º de abril, dia da mentira que cairá num domingo de Páscoa. E nós teremos dois filmes pra comemorar essa data da Páscoa. No dia 22 teremos a aventura live-action da Sony ‘Pedro Coelho’ com nomes principais no elenco com Domhall Gleeson e Rose Byrne que talvez irei escrever por aqui e nesta semana agora antes a essa que eu citei anteriormente veremos um drama bíblico religioso na qual eu irei comentar hoje aqui com vocês.

E o filme da semana é o drama bíblico ‘Maria Madalena’ com Rooney Mara no papel principal. A direção é de Garth Davis do indicado ao Oscar de melhor filme do ano passado ‘Lion: Uma Jornada Para Casa’ na qual Rooney Mara fez parte do elenco.

@Divulgação ” Maria Madalena”, com distribuição da @Universal Pictures

A história de uma das figuras mais enigmáticas e incompreendidas da história bíblica: Maria Madalena (Rooney Mara). Em busca de uma nova maneira de viver, contrariando a sociedade, sua familia tradicional e o machismo de alguns apóstolos, a jovem junta-se a Jesus de Nazaré (Joaquin Phoenix) em sua incansável missão de propagar a fé.

O roteiro desse filme é bagunçado e dividido em camadas sendo na primeira hora totalmente entediante, algum climax totalmente vergonhoso como o da Maria sendo batizada no mar pra tirar demônio do corpo dela, não me envolveu em momento algum, mas depois da primeira hora a situação começa a ficar mais interessante sem emocionar muito o telespectador.

@Divulgação ” Maria Madalena”, com distribuição da @Universal Pictures

Os personagens durante o primeiro ato por mais que um se destaque falta expressão, mas o segundo ato você começa a gostar deles. Rooney Mara como Maria Madalena no início achei apática e sem expressão, mas depois você sente melhora e esforço da atriz. Joaquin Phoenix rouba bem a cena com Jesus, tem um bom desenrolar na trama. Chwitel Ejofor como Pedro, só é aproveitado mais em cena no segundo ato e Tahar Rahim como Efraim até soa um papel opcional, mas no segundo ato é deixado de lado.

‘Maria Madalena’ é um drama religioso bíblico com um aprofundamento bem interessante, pra passar o tempo, a direção é enrolada, mas o filme é mais uma Sessão da Tarde de sexta-feira santa quanto dia de Natal.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: