Maratona: Filmes Com Temática Religiosa/Bíblica

Por Paulo Ricardo

 

O Maratona desse fim dessa semana pode parecer um tanto quanto polêmico ou tendencioso, mas na verdade não é. Buscamos trazer uma lista de filmes com temática bíblica / religiosa de forma que não iremos julgar se a forma como esses trabalhos foram feitos desrespeitam a fé de alguém, muito pelo contrário. Deixaremos bem claro quando se tratar de algumas divergências daquilo que muitos acreditam ou se distanciam do que vem a ser a verdade para outros. Então, abra sua mente, não estamos aqui para conversão de ninguém, o intuito da coluna é meramente entretenimento. Acima de qualquer religião a mensagem de fé e perseverança está aí para todos.

A Paixão de Cristo (2004)
maxresdefault
Dirigido por Mel Gibson, esse conseguiu se tornar uma das maiores bilheterias dentre os filmes independentes já conquistado nos EUA. O próprio título do filme faz questão de deixar claro que se trata da representação dos momentos finais e de grande sofrimento da vida de Jesus Cristo (aqui interpretado por James Caviezel), trazendo um clima bem denso e obscuro. Inclusive umas das versões que foram relançadas do filme vem com 5 minutos à menos e que foram os considerados de extrema violência, se for de seu interesse procure por The Passion Recut.
Por fim uma curiosidade: como muitos sabem Mel Gibson fez questão de que o filme não fosse alterado de seu dialogo inicial em aramaico e latim, mas ao fins dos 10 anos ao qual se restringia essa exigência, finalmente (para quem gosta é claro), já é possível encontrar a versão dublada em português/br que inclusive foi até exibida em TV aberta.

Noé / Êxodo: Deuses e Reis (2014)
noe.exodo
Desde o remake de “Os Dez Mandamentos (1956)”, não se viu grandes investimentos da indústria cinematográfica à temática bíblica,talvez  devido a grande rejeição por parte do fiéis não receptivos a certas alterações. Mas enfim, no último ano tivemos dois blockbusters de desempenho favorável (o que não quer dizer livres de criticas massantes). Primeiramente Noé, interpretado por Russel Crowe e ainda trazendo Anthony Hopkins como Matusalém e os ídolos ‘teen’ Emma Watson e Logan Lerman.
Dirigido por Ridley Scott (Gladiador) e estrelado por Christian Bale (Batman Begins), Êxodo: Deuses e Reis narra novamente a saga de Moisés como príncipe do Egito até o momento da travessia e a menção dos Dez Mandamentos. Ambos podem ser considerados como bons filmes de ação/fantasia que tiveram como fontes de inspiração algumas das mais famosas histórias bíblicas, uma vez que tiveram adaptações livres e referências de outros materiais (livros apócrifos no caso de Noé).

Cartas Para Deus (2010) / Deus Não Está Morto (2014)
cartas.deus
Da mesma forma que filmes apresentados logo acima recebem duras críticas de religiosos e da própria igreja, os filmes especializados ou com temática cristã são, com o perdão do termo, ‘crucificados’ pelos demais públicos. A verdade é que a intenção principal de alguns desses filmes é a catequização, trazer uma mensagem libertadora ao espectador, então não se preocupam tanto com a qualidade e aspectos técnicos.
Dois filmes recentes e que tiveram aceitação e grande parte dos que assistiram foram o comovente Cartas Para Deus, que se você optar por ver já prepare alguns lencinhos e também Deus Não Está Morto, com uma carga dramática mais amena esse na verdade vai agradar o público mais restrito e já obituada com os costumes da igreja e embasamentos da sua fé.

O Filho de Deus (2014)
828264
O Filho de Deus, também de 2014, pode ser considerado uma expansão do que foi desenvolvido na minissérie A Bíblia que conquistou grande sucesso e aceitação no ano anterior. O nome do filme não deixa dúvidas de que abrange a parte da série que acompanha a vida de Jesus, que aparece em poucas das cenas originais, mas que foram reaproveitadas nessa produção. Um dos aspectos mais comentados sobre esse filme e que talvez tenha chamado a atenção de espectadores fora do circuito, foi a aparência galanteadora do Nosso Senhor interpretado pelo ator português Diogo Morgado (isso mesmo, D. Pedro de O Quinto dos Infernos).

O Príncipe do Egito (1998)
prince-of-egypt
Muitos já devem ter percebido que eu sou um fã confesso de animações e como não poderia deixar de ser, tem uma dica bem apropriada ao tema desse Maratona. O Príncipe do Egito, de 1998 é uma filme da DreamWorks que foi um dos grandes sucessos do estúdio na época e ainda rendeu um Oscar de Melhor Canção Original pela canção ‘When You Believe’. Aqui mais uma vez acompanhamos as aventuras de Moisés para libertar o seu povo da escravidão. Uma produção impecável e todos os aspectos, técnicas de animação bem desenvolvidas e canções realmente emocionantes (um ótimo trabalho feito também pelo estúdio de dublagem).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: