JUMANJI: BEM VINDO A SELVA(2017): ” DIVERSÃO SURPRESA E COM MUITA ALMA “

Por Vinicius Montano

 

 

As férias chegaram, temporada da garotada brincar de fliperama, jogar Playstation, XBox e por aí vai. O tema do nosso filme de hoje é sobre esses jogos que fizeram sucesso dos anos 90 até os dias de hoje. Continuação do clássico farofa da Sessão da Tarde, ‘Jumanji: Bem Vindo a Selva’, volta as telas dessa vez no novo foco. Se o longa de 1995 foi focado no jogo de tabuleiro, esse de 2017 é focado num vídeo game. A direção é de Jake Kasdan, por trás da bomba ‘Professora Sem Classe’ e do razoável ‘Sex Tape: Perdido na Nuvem’ que surpreende bastante o gênero aventura mista de comédia.

O longa se passa vinte anos após os eventos do primeiro filme, o infame jogo de tabuleiro evoluiu para um vídeo-game e enquanto limpam o porão da escola por detenção, quatro adolescentes descobrem e são transportados para a mesma selva onde Alan Parrish foi levado, anos atrás. Eles se tornam seus próprios personagens no jogo e descobrem que a única forma de saírem de lá é finalizando o jogo.

@Sony Pictures

O roteiro assinado por Chris McKenna, Eric Sommers(‘Homem Aranha: De Volta ao Lar’, ‘Lego Batman: O Filme’), Scott Rosemberg e Jeff Pinker, até acrescenta alguma coisa, faz a trama ficar bastante divertida, piadas inteligentes sobre músculos e brutamontes, sobre os perfis dos jogadores tornando um entretenimento besteirol, trilha sonora tem aquela nostalgia anos 90 e os efeitos especiais dão conta do recado.

O elenco é muito bom em cena. Dwayne Johnson como Dr.Smolder Braveston o cabeça do grupo, estilo nerd descolado e com piadas prontas, Kevin Hart como Moose Finnbar como a versão parceiro do nerd tem maior destaque nas falas cômicas, Karen Gillan como Ruby Roundrose como Megan, a garota excluida da turma mostra seus estilos de dança cômicos e Jack Black como Bethany a garota mimada viciada em Instagram pelo celular rouba muito a cena com altas piadas de peso e redes sociais. O vilão do filme Dr. Van Pelt, um arqueólogo ambicioso pela jóia de jaguar, numa atuação descartável, genérica e sem motivação nenhuma. O elenco jovem que é sugado pelo Nintendo vivido por Alex Wolff, Ser’Darius Blain, Madison Iseman e Morgan Turner tem boa importância na trama e Nick Jonas, como Alex, num papel coadjuvante secundário até que justo.

‘Jumanji: Bem Vindo a Selva’, é um reboot que a diversão tem uma grande surpresa, tem uma homenagem pequena e nostálgica ao primeiro filme no início, consegue ser superior ao longa original e traz cenas de perseguição mirabolantes e um humor justo.

_______________________________________________________________________

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: