JOGADOR Nº1(2018): AGORA VEMOS A VERDADEIRA NOSTALGIA DE STEVEN SPIELBERG DEPOIS DE MUITOS ANOS

Por Vinicius Montano

 

 

Baseado no livro de mesmo nome escrito por Ernest Cline, ‘Jogador Nº1’ chega finalmente as telonas essa semana e promete fazer muito sucesso afora. Dirigido por Steven Spielberg e tem no elenco Tye Sheridan, Olivia Cooke, Ben Mendelsohn, Hannah John-Kamen, o vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante em ‘Ponte dos Espiões’ Mark Rylance entre outros. A promessa é bem clara, esse filme cita referências de vários filmes que o diretor fez e produziu ao longo dos anos 70, 80 e 90.

A história se passa no ano é 2044 e o mundo real está numa terrível situação. Como a maioria das pessoas, Wade Watts escapa de sua desanimadora realidade passando horas e horas conectado ao OASIS – uma utopia virtual que permite a seus usuários ser o que eles quiserem, um lugar onde você pode viver e se apaixonar em qualquer um de seus milhares de planetas. E, como a maioria da humanidade, Wade sonha em encontrar o grande prêmio que está escondido nesse mundo virtual. Em algum lugar desse playground gigante, o criador do OASIS escondeu uma série de enigmas que premiará com uma enorme fortuna – e um poder muito grande – aquele que conseguir desvendá-los.

@Divulgação WarnerBros

O filme tem um roteiro maravilhoso e perfeito, e que chama bastante atenção e deve ser falado mundo afora. Ele cita referências de vários clássicos de sucesso como De Volta Para o Futuro, King Kong, Jurassic Park e tem momentos que você se diverte, o 3D é o melhor já filmado em anos, você se sente numa tela IMAX 3D na qual eu assisti e recomendo assistir nesse formato, os efeitos especiais são de encher os olhos, e a trilha sonora com músicas tipo a tema de ‘De Volta Para o Futuro’, e outras tipo a dos anos 80 e 90. E também assuntos políticos econômicos sobre globalização, crise econômica e miséria.

As atuações são incríveis. Tye Sheridan como Wade Watts e seu avatar Percival, tem um espírito de líder forte, muito carisma e carrega bastante o filme pelas costas. Olivia Cooke como Samantha e Arthemis tem um jogo de cena muito bom, e perfeita quimica entre os avatares e os personagens reais e diálogos interessantes. Ben Mendelsohn como sempre em papel de vilão, nesse ele foi um monstro, sabe fazer cara de mau e tal e Hannah John-Kamen como a policial corrupta F’Nale Zandor tem equilibrio na expressão e firmeza em seus papel. E Mark Rylance como o criador do OASIS num papel fundamental e objetivo por mais que apareçam em apenas flashbacks.

@Divulgação WarnerBros

Para nós fãs de games e filmes que marcaram a nossa infância, ‘Jogador Nº1’ finalmente traz de volta o que os filmes de Steven Spielberg eram nos anos 70, 80 e 90. Cheio de nostalgia, voltada para todos os públicos em geral e outros filmes de grande sucesso que passavam na Sessão da Tarde. Maravilhoso e incrível para encher os olhos de cada um.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: