Domingos Clássicos | Perigosa (1935)

Hoje na indicação de “Domingos Clássicos” , a obra escolhida é o filme “Perigosa (1935)” . Um atuação magnifica de Bette Davis, o filme não se desenrola como aquele drama romântico clichê e previsível. Tem um roteiro interessante, com uma atriz supostamente azarenta, que tem a carreira destruída pelos insucessos e pelo alcoolismo. Bette ganhou seu primeiro Oscar por seu papel neste filme, na época ela achava que quem merecia a estatueta era a Katharine Hepburn, qualquer uma das duas levando seria justo. O enredo do filme gira em torno de Joyce Heath interpretado por Davis, uma atriz que recebe a ajuda de Don Bellows (Franchot Tone) para retornar aos palcos. Durante sua reabilitação, os dois acabam se apaixonando, ele termina seu relacionamento, mas ela é casada e seu marido não quer dar o divórcio.

Resultado de imagem para filme perigosa 1935

É romântico pensarmos no altruísmo de um homem que encontra uma garota no meio da noite, e sem nenhum interesse, a leva para sua casa de campo, deixando-a aos cuidados de sua doce empregada. Mas não. Don sente-se atraído por sua força desde o primeiro momento, mesmo que ela não a reconheça. Ela desperta o que há de bom nele, e também um pouco do que há de mal. O filme traz uma cruel moral, que ainda era aceitável na década de 30. A sujeição aos outros, pela personagem Joyce é condenável. Julgada por muitos, ela começa a acreditar ser realmente a culpada de todos os males que ocorrem aos outros. De vítima torna-se aos olhos de todos, uma algoz. Na verdade o azar natural que ela assume ter, seria o menor de seus problemas, sendo o maior a forma como acredita que está em dívida com os outros, eternamente.

_______________________________________________________________________________

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, telefone, selfie, close-up e área interna

Igor André Quadros 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: