CURIOSIDADES CLÁSSICAS: O LEOPARDO (1963)

Hoje no “Curiosidades Clássicas”, vou comentar algumas curiosidades de um filme italiano de 1963 “O Leopardo” adaptação do romance de Giuseppe Lampedusa (O Leopardo). Com a direção de Luchino Visconti onde ele expõe o principal dos seus temas: o da decadência. A história é ambientada nos anos 1860. A Itália vive umas das épocas mais conturbadas de sua história, aquela que se tornou conhecida por Risorgimento. Os estudiosos do período costumam situar neste instante o começo da unificação do país, até ali divididos por reinos, que iam desde o norte desenvolvido até o sul agrário e mais atrasado economicamente. O Filme inicia justamente com o desembarque das tropas de Giuseppe Garibaldi (aquele mesmo que lutou aqui no Brasil, na Guerra dos Farrapos) na Sicília. A clássica seqüência do baile, que domina quase um terço da fita, marca simbolicamente o destronamento da aristocracia em troca da burguesia. O filme tem um roteiro muito bom com uma trilha excepcional de Nino Rota. Há cena em que Lancaster toma Cardinale nos braços e dança com ela a valsa, é um fragmento de Verdi ( Foi um compositor de óperas do período romântico italiano).

Resultado de imagem para filme o leopardo

Imagem relacionada

O diretor Luchino Visconti queria que Laurence Olivier interpretasse o príncipe Don Fabrizio Salina, mas os produtores insistiram que o personagem fosse interpretado por um astro de Hollywood, visando um maior retorno de bilheteria. Curiosamente Visconti voltaria a trabalhar com o astro escolhido, Burt Lancaster, em Violência e Paixão (1974). O Leopardo levou quatro meses para ser rodado, Visconti era detalhista na recriação de época, ele só permitia que Claudia Cardinale lavasse o cabelo a cada 15 dias e acabou criando problema com a atriz. O filme foi premiado com a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1963.  Sem duvidas é uma obra prima para ver e rever sempre.

Imagem relacionada

_______________________________________________________________________________

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, telefone, selfie, close-up e área interna

Igor André Quadros 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: