CRÍTICA: ZOOTOPIA: ESSA CIDADE É O BICHO (2016)

Por Rafael Yagami

“Pede para sair!”

A primeira vista não é um filme que chama a atenção, mas não acredite nisso nem por um momento quando ouvir sobre Zootopia. A nova animação dos estúdios Disney (não Pixar) se passa em uma cidade onde predadores e presas vivem em harmonia, cada um no seu lugar. E é nesse ambiente que temos a coelha Judy que sonha em se tornar policial, tendo a dificuldade por ser uma coelha e passando por discriminação, ela se alia a uma raposa para solucionar um caso onde alguns animais se encontram desaparecidos.

A dupla Byron Howard e Rich Moore assumem a direção, dentre seus trabalhos mais notáveis temos o ótimo “Detona Ralph” e o agridoce “Enrolados”, aqui temos um material totalmente diferente de tudo o que a dupla já fez. Começando pelo maravilhoso material de base, desde a ideia central até o roteiro final e indo até o ritmo, tudo na mais fina perfeição. A trama é conduzida de maneira leve, deixando o ambiente e personagens interessantes para o publico, tudo é lindo, tudo é muito bem pensando, o nível de criatividade aqui vai ao infinito e além.

maxresdefault

Phil Johnston assina o roteiro que fez em parceria com os diretores e tudo o que posso dizer é que ainda estou de boca aberta. Não é atoa que está sendo chamado de o filme mais politico da Disney, os temas retratados aqui são importantes e as crianças que são o publico central do filme precisam aprendê-los o mais rápido possível, talvez se isso tivesse sido feito com todo o mundo não viveríamos no mundo de hoje, onde parece que o preconceito e a corrupção nunca terão fim. Machismo e a aceitação das diferenças alheias são um dos muitos temas trabalhos na projeção, confiança e não julgar alguém pelo o que é são um dos pontos mais tocantes na trama.

Na trilha sonora temos a original Try Everything, composta pela grande Sia, interpretada pela premiada cantora colombiana Shakira, um dos pontos altos do filme com certeza, com uma melodia contagiante promete ficar na mente do público (já estou viciado nela). Letra poderosa e emocionante é tocada em dois momentos do filme, ambos com perfeição e sincronia.

maxresdefault (1)

Na dublagem original temos a estrela de “Once Upon a Time” Ginnifer Goodwin como a nossa heroína Judy, Jason Bateman como a misteriosa raposa e Idris Elba como o chefe de polícia. Completando o elenco ainda temos J.K. Simmons e Bonnie Hunt. Destaque para a dublagem brasileira de alto nível e a participação do âncora do “Jornal da Band” Ricardo Boechat em um papel feito especialmente para ele, para quem não sabe um determinado personagem muda de acordo com o país que o filme está sendo exibido, em todos eles um âncora de jornal do país fica responsável pela dublagem do personagem.

Zootopia-Wallpaper-19

Como muitos outros “Zootopia: Essa Cidade é o Bicho” não escapou e acabou ganhando um inútil subtítulo no Brasil para o caso de o pôster ou o trailer não ter deixado claro sobre o que o filme se trata. No fim temos um filme com um conteúdo e mensagem social maior que “Frozen – Uma Aventura Congelante” e talvez mais poderoso que “Divertida Mente”, vai agradar a criançada e deixar os adultos com uma lagrima nos olhos, ou por sua tocante e importante mensagem ou pela linda e hilária homenagem que o filme faz para “O Poderoso Chefão”. Um filme tocante e corajoso, não perdeu tempo em se revelar um dos melhores filmes do ano, já sinto cheiro de Oscar.


12804284_1053919677979710_1368073677_n

Nota: 10/10

Rafael Yagami

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: