CRÍTICA: UM AMOR Á ALTURAS (2016)

Por Alysson Melo 

O romance “Um Amor à Altura” chega pegando o embalo do longa “Coração de Leão – O Amor Não Tem Tamanho” de onde esse aqui teve sua historia adaptada para o universo Frances. Aqui o Filme é estrelado por Virginie Efira (como Diane), vivendo o papel de uma advogada recém-solteira que recebe o telefonema de Jean Dujardin (Alexandre), um arquiteto charmoso com quem ela nunca havia tido contato, dizendo que achou o celular perdido dela. Os dois se dão bem após o encontro inicial e decidem se encontrar em um jantar, mas a primeira vez leva a momentos inesperados aos quais ela não estava disposta a ter.

O longa que possui a direção de Laurent Tirard que dirigiu os ótimos filmes do  “Pequeno Nicolau” e ” As Férias do Pequeno Nicolau aqui ele tenta trazer uma comedia romântica com uma historia fora dos padrões abordando a questão do preconceito, sua direção aqui é contida e não muito visível os tracos de um comando mais forte para com a historia e enredo que por vezes soa sem aprofundamento.

un_homme_a_la_hauteur_ii_by_zaratustraelsabio-d9zvchn

No elenco estão os atores ja famosos e consagrados do lado masculino temos o Jean Dujardin( mais famoso pelo filme “O Artista”) que aqui está muito bem a vontade no papel como um homem baixinho mas super sedutor que possui boas cenas no longa e seu papel é bem legal para a narrativa, mas sua atuação não possui novidades e atua de forma ok. Do lado feminino temos a atriz Virginie Efira (mais conhecida por atuar em comedias romanticas como “A Chance da Minha Vida” e “Vinte anos mais Jovem”) ela faz o que pode num roteiro meio raso e por vezes clichê, sua beleza estonteia a tela e sua química com o Dujardin é uma explosão em cena o que conta muitos pontos positivos pro longa mas nem so isso foi o suficiente.

O roteiro usa dos artifícios de trazer um romance não convencional fazendo uso de situações que beiram ao clichê. O início é muito, mas muito bom, bem interessante e inovador. Mas depois o filme fica bastante genérico e trazendo piadas que não funcionam na tela. O roteiro ate possui momentos engraçados, mas o alivio cômico é fora de serie e não possui exito. Fora uma piada que se repete quatro vezes o longo da história  envolvendo o cão do Alexandre, uma ou duas vezes ate vai mas quatro vezes já é um certo abuso e exagero com o expectador. A trilha sonora é um ponto alto por possuir musicas bem animadas, e alto astral com muita musica pop e romântica e a fotografia esta muito boa com cenas bem coloridas e com ótimas locações externas envolvendo os pontos da França que é uma beleza de se ver, mas o ponto fraco aqui está no seu roteiro que alem de ser fraco e não se iguala e nem supera ao longa “Coração de Leão” que é bem mais superior a esse.

un-homme-a-la-hauteur_5583301

Um Amor a Altura é Um filme leve, sem grandes embasamentos e surpresas. Uma comedia para se ver sem compromisso e numa sessão da tarde. O Longa trata de um tema bem interessante que fala da questão do preconceito. Levando isso em conta vale a pena assistir. Quando se fala em padrões de masculinidade e rótulos mostrados com muito bom humor já é algo a se levar em consideração, como resultado um filme regular no geral.


12548836_10207054146410000_4354771860127628251_n

Alysson Melo

Nota: 5/10

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: