PANTERA NEGRA(2018) “VIVA O REI DE WAKANDA, GLORIOSO E IMBATÍVEL”

Por Vinicius Montano

 

Visto pela primeira vez no universo Marvel em 2016 no filme ‘Capitão América: Guerra Civil’, agora o ‘Pantera Negra’ ganha seu primeiro filme solo nas telonas em 2018. Protagonizado por Chadwick Boseman de pequenos filmes pouco vistos como ‘A Grande Escolha’ e ‘James Brown: Get in Up’, o ator foi bastante elogiado por sua performance e grande destaque em ‘Capitão América: Guerras Civil’, o que garantia a porta de entrada por esse filme, e aqui ele faz bonito.

 A história do longa passa Depois de ser educado nas melhores escolas europeias e dos EUA, T’Challa volta para assumir a liderança da nação africana Wakanda. Sob sua orientação, o pequeno país torna-se uma das nações mais ricas e avançadas de todo o planeta. Durante uma cerimônia de iniciação de seu povo, o Pantera Negra ingeriu uma erva mística – reservada aos reis -, que lhe conferiu poderes sobre-humanos, tais como sentidos aguçados, força, velocidade e resistência acima dos níveis normais. É um exímio ginasta e acrobata, além de conhecer artes marciais africanas e ser um excelente rastreador.

@Pantera Negra/ Divulgação Marvel- Disney

A direção fica por conta de Ryan Coogler, conhecido popularmente por Fruitvale Station: A Última Parada em 2013 e o derivado de Rocky Balboa ‘Creed: Nascido Para Lutar’ em 2015, cuja sequência já está a caminho pro final de 2018 e não será novamente dirigida por ele devido a compromissos de filmagens do ‘Pantera Negra’.  Na direção ele aproveita bem a profundidade do longa começando em 1992 com cenas em Califórnia e depois 26 anos depois os dias atuais do governo do trono de Wakanda, uma interessante abordagem política racial, os plots após os eventos de ‘Capitão América: Guerra Civil’, excelente cenas de ação envolvendo coreografias, cenas de luta, perseguições na Coreia do Sul em Busan, título tema que me fez lembrar do filme de sucesso no país recentemente de bilheteria ‘Invasão Zumbi’, traduzido em americano para ‘Train to Busan’.

Chadwick Boseman como Rei Tchalla, Pantera Negra tem mais poder político, perseverança e espírito de liderança, protagoniza com muita força. Danai Gurira como Okoye numa espécie de guarda militar do reino de Wakanda, num tom perfeitamente selvagem e interpretação aguda. A vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante 2014 Lupita Nyong’o de ’12 Anos de Escravidão’ como Nakia é uma espécie de espiã 007 de Wakanda, aqui ela desponta bem. A sensação do filme é Letitia Whright como Shuri, irmã do Pantera Negra, tem seus alívios cômicos e rouba bastante a cena do filme.

@Pantera Negra/ Divulgação Marvel- Disney

O elenco de vilões como Michael B. Jordan na qual faz a 3ª parceria com o diretor Ryan Coogler como Eric Killmonger achei incrível e um núcleo de motivação diferente de qualquer filme já visto, e Andy Serkis como Garra Sônica que aparece numa ponta de ‘Vingadores: Era de Ultron’ tem mais espaço em cena e seu vilão tem um tom malvado cômico. No elenco temos Forest Whitaker, Angela Bassett, Daniel Kaaluya, Winston Duke e Martin Freeman.

Os efeitos especiais são incríveis, cheio de cores e natureza exuberante, a trilha sonora é empolgante e cheia de impactos. Assim ‘Pantera Negra’ é uma preparação chave de ‘Vingadores: Guerra Infinita’, que pode tomar o topo desse filme nas bilheterias mundiais, edição muito bem montada, e duas cenas pós créditos que dão porta de entrada ao próximo e esperado épico da Marvel Studios/Disney. É uma obra prima viva o rei de Wakanda, glorioso e imbatível.

1 thought on “PANTERA NEGRA(2018) “VIVA O REI DE WAKANDA, GLORIOSO E IMBATÍVEL”

  1. Dirigido por Ryan Coogler, Pantera Negra é um filme que surpreende pela maneira como desenvolve esta narrativa. O longa funciona muito bem como um ponto introdutório para a história desta personagem, especialmente para aqueles que não possuem familiaridade com filmes de super-heróis, e consegue criar expectativa para futuras continuações – que devem vir, devido ao enorme sucesso que o filme tem feito em todo o mundo. Recomendo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: