Crítica: Jogos Vorazes A Esperança Parte I

Por Rafael Luis

 

Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) passou a viver no distrito 13 após ter sido resgatada do massacre quaternário, em que foi vista como parte de um plano rebelde. A presidente Coin (Julianne More) e Plutarch (Philip Seymour Hoffman) pressionam Katniss a ser o tordo, o símbolo da rebelião que mobilizará a muitos na guerra contra a capital. Ela aceita o cargo após impor que libertem os outros vitoriosos mantidos prisioneiros na capital. Como já era de se esperar, o presidente Snow (Donald Sutherland) toca o terror nesse filme, com a destruição do distrito 12, o bombardeio ao hospital no distrito 8 e o ataque ao distrito 13.

Com um pouco menos de ação, as imagens de “A Esperança” nos revela ambientes que nos remetem ao futuro, além de oferecer uma sensação do que é estar em uma guerra, contendo imagens cheias de drama. As fantasias coloridas usadas na capital agora dão lugar a tons sombrios, criando um aspecto mais sério ao filme.

 

jogos

 

Uma das cenas bastantes esperada pelos fãs da saga foi a da música “árvore forca”, com uma aparência sepulcral, uma música proibida de ser cantada, interpretada pela personagem principal, assim como os dois aerodeslizadores se chocando no céu após Katniss ter acertado um deles, que também deixou os fãs eufóricos. Sem falar na frase que, certamente, vai ficar na historia dos saga-maníacos, recado do tordo para Snow, contendo duas traduções, quais sejam: no livro, Se nós queimarmos, você queimará conosco; e no filme: E se nós queimamos, vai queimar com a gente.

Um dos temas abordados nos dois outros filmes são os reality shows. Dessa vez, é explorado bem o poder que a propaganda tem em manipular as pessoas. Os pontoprops são pequenos vídeos gravados durante todo o filme e exibido com o intuito de que todos se juntem à rebelião contra a capital. As pequenas gravações despertam muitos rebeldes para a revolução que está apenas começando.

 

peeta

 

O filme veio recheado de surpresas, até mesmo após créditos finais. Baseado na obra de Suzanne Collins, “A Esperança, parte 1” deixou os fãs na ansiedade da segunda parte, que será lançado no mês de novembro desse ano (2015).

———————————————————————————————————————–

 

Conheça um pouco sobre Mim:
RAFAEL LUIS

Nota 9,5/10

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: