CRÍTICA: AS AVENTURAS DO PEQUENO COLOMBO (2014)

Por Alysson Melo

 

Após o sucesso da animação “O Menino e o Mundo” (2014), vieram várias animações tentando uma nova oportunidade de mostrar ao que veio e com isso eis que temos “As Aventuras do Pequeno Colombo” que teve seu inicio em 2009 e só agora depois de 8 anos chega aos cinemas, o longa que conta uma história legal e divertida até tem o seu mérito por investir em um gênero ao qual está em fase de crescimento no Brasil e que poucos produtores se arriscaram a fazer filmes de animação, entretanto mesmo assim a animação é regular e apenas legal .

A história conta a vida de três grandes importantes personalidades: Leonardo da Vinci, Cristóvão Colombo e Mona Lisa, eles ainda crianças participam de uma sociedade secreta e descobrem fatos ignorados pela ciência medieval . Tentando salvar sua família da falência, Cris convence os amigos a irem com ele até uma ilha repleta de tesouros, no meio da viagem , no entanto, eles são atacados pela fera Nautilus.

@Downtown Filmes

A direção ficou a cargo de Rodrigo Gava que trás aqui o seu segundo filme, o seu trabalho anteriormente foi a animação ” Turma da Mônica em uma aventura no Tempo” (2006), aqui o diretor mostra uma direção melhor em comparação a animação anterior, Rodrigo efetua uma bom comando e consegue criar um bom universo, apesar do seu esforço a animação fica aquém do esperado, talvez pelo roteiro não ser tão amarrado como deveria ser.

No elenco estão os dubladores: Isabelle Drummond como Mab, e a atriz consegue conduzir muito bem sua voz dentro da narrativa deixando assim sua voz marcante na tela que é doce e suave. Ao seu lado temos a dublagem do saudoso José Wilker que interpreta o personagem Conde Saint Germain que tem uma pequena participação na trama mas  suficiente para nos recordarmos do bom trabalho do ator e a sua voz icônica e tão marcante que encantava a todos.

@Downtown Filmes

O roteiro foi escrito pelo Clewerson Saremba sendo esse o seu terceiro roteiro para os cinemas, o roteirista trabalhou anteriormente em “Turma da Mônica em uma aventura no Tempo” e “Xuxinha e Guto Contra os Monstros do Espaço”. O maior problema do roteiro estar em ser muito clichê e trazer uma história fraca para os parâmetros de ser uma produção que demorou muito a ser lançada. A animação tem a produção de Indiana Produções e sua distribuição é pela Downtown Filmes e tem a Co-produção da Globo Filmes.

Uma animação divertida que mesmo com seu esforço traz uma aventura regular e que temos a sensação que poderia ter sido melhor do que foi, entretanto ainda vale ser vista, ainda mais em termos de ser uma animação brasileira e que demorou muitos anos a ficar pronta, valorizando o cinema nacional e as novas investidas das produtoras de Cinemas em trazer boas histórias e outros gêneros fora as já conhecidas comédias brasileiras. A animação vai agradar mais a criançada, mesmo que não tenha uma grande história.

_______________________________________________________________

AUTOR DO TEXTO:

ALYSSON MELO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: