CRÍTICA: A INCRÍVEL JESSICA JAMES (2017)

POR: RAFAEL MAYRINK

 

 

Existem filmes que você se sente a vontade em acompanhar deste o primeiro minuto, o ator/atriz principal conquista seu público no inicio e sua história fluir agradável e divertida. Mas A incrível Jessica James não é este filme.

Na história acompanhamos Jessica James (Jessica Williams), uma ex dramaturga que acabou de sair de um relacionamento, da aula de teatro para crianças da escola pública e esta em busca da fama com algumas peças que escreveu e enviou aos principais teatros do mundo, e conhece Boone (Chris O’Dowd).

O maior erro do filme talvez seja apresentação dos personagens, James é muito sem graça, fala e fazem coisas, logo na primeira cena, que você não consegue sentir nenhum tipo de empatia por ela. E durante os créditos ela começa a dançar, sem motivo especifico para isso. Outro problema são os diálogos, horas expositivos de mais,  outros momentos com um humor forçado, especialmente quando ela conversa com sua amiga de infância Tasha (Noël Wells), em que são momentos bastante constrangedores.

Construção de personagem inexistente, a Jessica até passa por um pequeno momento de epifania, mas ele chega ser tão forçado e artificial que não da pra acreditar, enquanto Boone tem o carisma para torcer por ele mas o roteiro consegue desprezar totalmente, a única coisa que se sabe dele é que já foi casado e criou um aplicativo de celular. Mais nada é dito para que os torne interessante, e olha que este filme tem bastante conversa. Isso não é por causa dos atores, que fazem o possível com o pouco que tem para trabalhar, mas sim o diretor Jim Strouse não soube dar personalidade aos seus personagens.

Para não dizer que todo o filme seja ruim, tem duas coisas que eu gostei os protagonistas tem uma química, e a fotografia é bonita, principalmente no momento de um passeio com as crianças.

Uma comédia que não me fez rir, e uma história que apesar de ser curta, o filme tem 85 min., se torna um alívio quando acaba por ser cansativo.


Rafael Mayrink

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: