CRÍTICA: A CHEGADA (2016)

 

5estrelas1‘Pesado, complexo e cheio de mistérios’

Depois dos sucessos americanos do diretor canadense Dennis Villeneuve ‘Os Suspeitos(Prisoners)’ e ‘Sicario: Terra de Ninguém’ cujo último concorreu a 2 estatuetas do Oscar 2016, agora ele aposta em um drama de ficção científica ‘A Chegada’. E ele reuniu duas estrelas de filmes de super-heróis de quadrinhos diferentes como seus protagonistas como Amy Adams, a Lois Lane de ‘O Homem de Aço’ do universo DC Comics e Jeremy Renner, o Gavião Arqueiro da franquia Os Vingadores do universo cinematográfico Marvel e o vencedor do Oscar de melhor ator para Forest Whitaker.

O longa fala sobre quando seres interplanetários deixam marcas na Terra, a Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma linguista especialista no assunto, é procurada por militares para traduzir os sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça ou não. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade.

amy-adams-arrival-2016

O diretor desse filme mais uma vez mostra uma narrativa com um tom de suspense lento para o espectador sentir um pouco mais de fôlego, mas nesse filme ele faz muito bonito e dá vontade de arrepiar em algumas cenas. O roteiro escrito por Eric Heirserrier do terror recente pra passatempo ‘Quando as Luzes Se Apagam’ sai da simplicidade para o monstruoso porque eu vou te falar, que competência que dessa vez ele teve, cheio de mistérios e cenas que te dão até muito choque.

O jogo de câmeras é muito alinhado de bastante séria mostrando o plano americano dos anéis de naves alienígenas, as escritas em hebraico dos dois alienígenas mostrando uma figura de linguagem prosopopéia, edição muito sinistra de desafiar as leis da gravidade quando os astrofísicos entram no núcleo quadriculado da nave, fotografia intensa sobre os 7 cantos do mundo cheia de cores e contrastes, e efeitos sonoros com intensa coreografia.

As atuações são perfeitas. Amy Adams tem um papel que pra mim é um dos melhores trabalhos dela em cena e pode ser forte concorrente ao Oscar de melhor atriz em 2017, mas ainda temos Animais Noturnos no fim do ano, será que teremos Oscar Duplo pra ela? Jeremy Renner entrega um papel sério e bastante seguro e uma química excelente entre a personagem de Amy Adams. No elenco tem grandes participações de Forest Whitaker, Michael Sthulbarg e Tzi Ma.

arrival-2016-screen2

A Chegada é uma ficção científica não voltada para ação cujo o tema é ataque alienígena que vimos no blockbuster Independence Day há 20 anos atrás e ganhou uma continuação friamente sucedida, e sim para o drama pessoal e o suspense, e que você sai chocado da exibição depois de um final bonito, reflexivo e de dar um soco no estômago, pois é um baita filme e fortíssimo candidato a concorrer o Oscar 2017 de melhor filme, direção, ator, ator coadjuvante, roteiro original, edição de som, mixagem de som, fotografia e efeitos. Pra mim o favorito da minha lista.

15002328_10210817456975690_4691593352988023756_o
VINICIUS MONTANO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: