Comentando a Filmografia .:: Larry Clark


Por Cleber Eldridge.

O que mais me interessa no cinema é como alguns diretores tratam alguns temas, mais ainda é como alguns diretores são interessados por determinados temas, assim como todos, cada um tem um tema que gosta mais, que tem mais contato. Larry Clark é um deles, ele que era inicialmente um fotografo, se tornou diretor e aborda temas, conhecido por utilizar como assunto para seus trabalhos jovens em atos de violência, uso de drogas e práticas sexuais.

http://whalebonemag.com/wp-content/uploads/2015/05/
Seu primeiro filme, também o mais popular e adorado, é o polêmico KIDS (1995) sou fã do filme principalmente por causa de como o diretor abordou cada detalhe, como o diretor resolveu contar uma história, que eu mesmo já tive a chance de presenciar, o filme conta a história de um grupo de jovens imaturos e irresponsáveis na cidade de Nova York, decorrente disso, uma garota é diagnosticada com o vírus HIV, depois de ter tido uma relação com um garoto, ela procura por ele para avisá-lo, antes que o que aconteceu com ela possa acontecer a mais alguém. Simplesmente genial, fantástico.

http://itcher.com/mag/wp-content/uploads/2014/10/
Os filmes que seguiram do diretor, infelizmente não tiveram a mesma repercussão, nem com o público, muito menos com a crítica. Segui então, Kids e os Profissionais (1998) que conta a história de Bobbie é um jovem aspirante e criminoso, traficante e consumidor de drogas, que não tem dado sorte nos pequenos golpes que aplica. Sua vida começa a mudar quando ele passa a ser apadrinhado por Mel. O filme não teve repercussão alguma, ninguém comentou, ninguém lembrou. O mesmo não aconteceu com Ken Park (2002) filme na qual foi massacrado por toda a crítica, por um único motivo, por ele ser simplesmente pesado demais, de fato ele violento, cheio de sexo explicito, mas não era para tanto, Clark só exagerou um pouco.

O filme seguinte passou mais uma vez em branco, era ele Roqueiros (2005) que conta a história sobre um grupo de adolescentes latinos do bairro de South Central, em Los Angeles que, em vez de se conformarem com a cultura hip-hop do seu bairro, infestado de gangues, usam calças justas, ouvem música punk e andam de skate, evitar a violência do ambiente perigoso em que vivem é um desafio diário.

https://media.outnow.ch/Movies/Bilder/2014/SmellOfUs/
O diretor só voltaria ao cinema dez anos depois, com o filme que acabou de sair para todos nós conferirmos, O Cheiro da Gente (2015), L
arry Clark acompanha momentos da vida de um grupo de seis jovens parisienses, seus encontros entre o Museu de Arte Moderna e o Palais de Tokyo e suas festas repletas de sexo, drogas e rock‘n’roll. As relações desses jovens com suas famílias, com o consumo, com o sexo e os relacionamentos, com a internet e a prostituição. Vinte anos após realizar Kids, Larry Clark volta a fazer um filme sobre a juventude, seus atos de ingenuidade, suas confusões e erros, e seus sentimentos de incompreensão e solidão.- vou conferir ele e volto para comentar depois.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: