As Noivas da Era Clássica do Cinema

O Cinema sempre inspirou as grandes história de amor. Seja pelo romantismo ou pelo esperado final feliz, os filmes criam uma atmosfera mágica em torno dos casamentos, que inspira todos. E o que não pode faltar é um vestido de noiva digno da sétima arte.  Fiz uma seleção de alguns clássicos.

The Masked Bride (1925)

A moda dos anos 20 foi marcada por uma silhueta reta, típica do pós-guerra, já que, anos antes, as mulheres tiveram de masculinizar seus guarda-roupas para exercerem as funções dos homens, que estavam lutando na Primeira Guerra Mundial. A modelagem não definia o corpo da mulher, mas a falta de forma foi compensada pelos bordados e aplicações de pedrarias nas peças, inspirados no estilo Art Déco, que dão um toque mais feminino à mulher. Para as noivas, as flores também continuam em alta, assim como o véu longo. Cena do filme “The Masked Bride”, de 1925, estrelado pela atriz Mae Murray.

Aconteceu Naquela Noite (1934)

Na década de 30 o corpo da mulher volta a ser valorizado com silhuetas mais ajustadas, mas os vestidos eram mais simples, seguindo o contexto da crise do período entre-guerras. Na foto, cena do filme “Aconteceu Naquela Noite”, de 1934. O modelo usado por Claudette Colbert entrou para a história, como um dos vestidos de noiva mais lindos do cinema.

Eu Soube Amar (1939)

Vestido de noiva da atriz  Bette Davis no filme Eu Soube Amar, de 1939. Apesar da saia volumosa, a parte de cima do vestido é bem ajustada ao corpo, marcando a cintura e deixando a atriz com o corpo valorizado e magnifica.

…E o Vento Levou (1939)

E o Vento Levou continua sendo um dos filmes de maior sucesso de todos os tempos.  O responsável pelos figurinos icônicos é Walter Plunkett, que teve mais de 150 projetos ao longo de sua carreira. Mais de 1400 atrizes foram entrevistadas para o papel de Scarlett O’Hara em …E o Vento Levou (1939), 400 chegaram à fase de testes – incluindo Bette Davis, Katharine Hepburn e Lana Turner -, mas apenas uma entrou para a história: Vivien Leigh.

Maytime Mayfair (1949)

Anna Neagle no filme Maytime Mayfair, de 1949. A peça foi desenhada pelo estilista e figurinista britânico Norman Hartnell.

Cinderela em Paris (1957)

 Audrey Hepburn sempre foi sinônimo de estilo e sofisticação. Por isso o vestido de noiva que ela usa no filme Cinderela em Paris, onde vive a balconista de livraria Jo Stockton, não poderia ficar fora da seleção. O modelo desenhado por Hubert de Givenchy, como quase todo o figurino da filmografia de Audrey, tem cintura marcada e saia balonê, bem ao estilo marcante da década de 50. O vestido é mais curto, o que o dá um ar de modernidade, e poderia ser usado sem nenhum problema atualmente.
O pai da noiva (1950)
O famoso filme O pai da Noiva teve uma primeira versão, lançada em 1950. No filme Elizabeth Taylor interpreta a jovem Kay, que irá se casar, e deixa o pai enlouquecido com os preparativos da festa. A atriz gostou tanto do vestido de noiva, desenhado por Helen Rose (a mesma estilista que criou, anos depois, o icônico vestido real de Gracie Kelly), que o usou em seu primeiro casamento, semanas depois do lançamento do filme. Ele tem cintura marcada, saia volumosa, com sobreposição de dois tipos de tecido e decote v, trabalhado com aplicação de renda. O véu longo e volumoso completa o visual.
Cinderella (1950)
Não podia faltar em nossa lista, a emblemática princesa de Walt Disney Cinderela. Foi o primeiro filme inteiramente desenvolvido pela Walt Disney Pictures após a 2ª Guerra Mundial.
A noviça rebelde (1965)
 
O clássico musical marcou a história do cinema, assim como o lindo vestido usado por Maria, interpretada por Julie Andrews, em seu casamento com o capitão Von Trapp (Christopher Plummer). Um modelo clássico, gola alta e corte ajustado ao corpo. Um vestifo lindíssimo.
Funny Girl – Uma garota genial (1968)
Adaptação do musical que estreou na Broadway em março de 1964. Funny Girl marca a estréia da cantora Barbra Streisand no cinema, o que ela faz com maestria, recebendo prêmios importantes como o Oscar, o Globo de Ouro e o David di Donatello, todos de Melhor Atriz, além de ser indicada ao prêmio similar da Academia Britânica de Cinema e Televisão.
___________________________________________________________________
z33
Igor Quadros 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: