A POLÊMICA: GHOST IN THE SHELL

Por Tom C.P. 

Recentemente os estúdios Paramount e DreamWorks liberaram a primeira imagem da atriz Scarlett Johansson no filme Ghost in The Shell, adaptação cinematográfica do mangá japonês de mesmo título, criado por Masamune Shirow.

O que vinha causando polêmica desde o anúncio da escalação da atriz no projeto, ficou ainda pior com o lançamento da imagem, fazendo os fãs até assinarem uma petição direcionada aos estúdios demonstrando o descontentamento com a escalação de Johansson. Em uma onda crescente, os estúdios estão sendo acusados de embranquecer os filmes, considerando racismo alocar uma atriz branca para papel de uma personagem oriental.

Existem muitos comentários furiosos pela internet e o que o público defende, é que de forma alguma há algo contra Johansson, em um âmbito pessoal, contudo, os fãs são contrários a exclusão de certas etnias em Hollywood e, principalmente, quando a história é adaptada de uma obra não americana.

ghost
“Todas essas mulheres estavam ocupadas? Elas foram contatadas, Paramount? Todas elas atuaram em um contexto de super-herói e/ou ficção científica e fantasia”

Atualmente, ao que parece, tudo é considerado ofensivo, preconceito, sexista, bullying para alguém. As pessoas vivem paranoicas e enxergando conspirações em tudo. Não há motivo para esse conflito todo. Claro que alguns fãs do mangá devem estar chateados com as escolhas dos estúdios, porque assim como em uma adaptação de um livro, nem sempre tudo é transposto literalmente da obra literária para o cinema. Por isso chamamos de adaptação. Quando o público entender que livro/mangá é uma coisa e filme é outro projeto, ai as coisas vão transcorrer melhor. Ghost in The Shell tem previsão de estreia para março de 2017, enquanto isso, vamos aguardar para que ao menos o filme seja bom. Se depender da trajetória de Johansson até aqui, provavelmente o longa não vai decepcionar!


1149042_670450283014004_1893124297_n-150x150

Tom C.P.

2 thoughts on “A POLÊMICA: GHOST IN THE SHELL

  1. Eu assisti o filme nº 1 – por causa da Scarlett(pra uma atriz no nível dela estar, o filme tem grandes chances de ser bom), nº 2 – por causa do tema em torno de inteligência artificial que é minha área de atuação.
    acho esse “mimimi” uma estupidez, ela no papel não tem nada a ver com preconceito, é apenas negócio, assisti a pré estreia ontem e o filme foi sensacional! se fosse outra atriz desconhecida, o impacto no mercado seria mínimo, e de quebra por causa do filme, já vou assistir os animes! pois me interessei pela história! tem um monte de filme japonés top que ninguém assiste, e se na receita do bolo estivessem “artistas hollywoodianos”, a história seria outra!!!
    A matemática é simples, os EUA tem as maiores produtoras, as melhores, a maior produção cinematográfica do mundo, os principais atores do mundo(que geralmente são americanos), Hollywood é dentro dos EUA contida por americanos, ponto final. e tem lugar pra oriental sim!!! já ouviu falar de bruce lee?!?!? essa baitolagem tá complicada, é cada frescura de uma raça de mimados que dá nojo, “apropriação cultural”, “black facee”, “racismo”, cada uma dessa internet viu….

  2. Sobre os “mimimis” atuais concordo plenamente contigo, está completamente insuportável.
    Embora sempre aconteceu essa Americanização nas adaptações, e de forma desastrosas, Dragon Ball q o diga, e atualmente com tantos atores orientas, ou com traços orientais, tão competentes não vejo motivos sólidos para essa insistência de Hollywood.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: